Saude

【MACONHA】Os Benefícios Medicinais da Maconha【AQUI】

 

Os 6 principais benefícios da maconha na enxaqueca

QUAL BENEFICIO DA MACONHA? A enxaqueca crônica é uma doença dolorosa e muito debilitante que afeta até 5% da população mundial.

Embora o mecanismo biológico que causa enxaqueca não tenha sido totalmente explorado, sabe-se que tem algo a ver com a sinalização da serotonina.

A maconha back, que também afeta o sistema de serotonina, foi utilizada para reduzir os sintomas da enxaqueca.

 

→ PRINCIPAIS DICAS FINAL DO ARTIGO

 

Quer ver depoimentos e dicas sobre MACONHA

Deixe seu comentário no vídeo abaixo!

Trabalhamos com amor e dentro do possível seu comentário será respondido!

Este conteúdo não substitui uma consulta medica!

#dietablogbr

 

(VÍDEO) MACONHA – Pra que Serve e Efeitos Colaterais

 

1- Maconha contra a dor

A enxaqueca é uma doença dolorosa que pode ser tratada com a maconha.

O benefício mais óbvio da maconha para os enxaquecosos é a capacidade de aliviar a dor, porque ela pode ser forte na enxaqueca e levar alguns pacientes à imobilidade.

Acredita-se que os canabinoides endógenos, como a anandamida, reduzem a dor da enxaqueca controlando a penetração de sinais de dor no cérebro através dos receptores CB1.

Em 2013, o Jornal da Neurociência publicou um estudo mostrando que os doentes experimentaram uma dor com enxaqueca crônica, para uma excitação de vias nociceptivas trigeminovasculares (isto é, os caminhos de nervo sensível à dor trigeminovasculares no crânio).

Sabe-se que os canabinoides previnem as reações de dor dos nervos trigeminovasculares, que poderiam ser um dos meios pelos quais a maconha é capaz de reduzir a dor da enxaqueca.

Como os nervos cranianos e os receptores CB1 em neurônios do tronco cerebral circundantes antagonizados por endocanabinoides, prevenindo assim a transmissão de sinais de dor do tronco cerebral para outras partes do cérebro.

De modo que a cannabis em última análise, tem um duplo benefício para as pessoas que sofrem de enxaquecas.

 

2- Maconha atua como um inibidor da serotonina

Sabe-se há algum tempo que existe uma relação entre o sistema de sinalização da serotonina e a ocorrência da enxaqueca.

Porque imediatamente antes de um ataque de enxaqueca o nível de serotonina aumenta drasticamente e depois cai após o ataque para valores abaixo do valor normal.

Em 1985, um estudo foi publicado analisou os efeitos do Δ9-THC e CBD na liberação de serotonina de plaquetas incubadas com plasma retirado de pacientes quando tiveram um ataque de enxaqueca.

O estudo concluiu que o Δ9-THC em várias concentrações teve um efeito inibidor estatisticamente significativo na liberação de serotonina das plaquetas.

Por outro lado, o plasma recuperado de pacientes durante os tempos livres de enxaqueca não mostrou um efeito inibitório na liberação de serotonina, apesar da administração de Δ9-THC nas mesmas concentrações.

Além disso, o CBD não mostrou qualquer efeito inibitório significativo no plasma sanguíneo dos tempos de não convulsão ou naqueles tomados no momento de um ataque de enxaqueca.

Este estudo e vários desde então conduzidos são semelhantes e mostram que continha na maconha Δ9-THC que inibe a libertação de serotonina durante um ataque de enxaqueca, mas não durante os períodos livre de enxaqueca, enquanto CBD tem apenas um efeito pouco perceptível em ambos os casos.

 

3- Maconha funciona para constrição

Acredita-se que a dor da enxaqueca é em parte devido a um processo complexo de alargamento e estreitamento dos vasos sanguíneos na cabeça.

Quando o sangue flui através de uma ampla secção de um vaso sanguíneo e depois encontra uma secção estreita, a pressão do sangue tenta fluir através do vaso subitamente estreitado provocando ondas de dor intensa.

Acredita-se geralmente que a liberação de serotonina faz com que as veias e artérias maiores se contraiam, enquanto as veias periféricas menores se expandem.

Graças a este efeito, os medicamentos adstringentes (aqueles que constringem os vasos sanguíneos) são frequentemente utilizados para o tratamento e profilaxia da enxaqueca, uma vez que a probabilidade de dor de enxaqueca pode ser reduzida se o efeito de aumento não ocorrer.

A maconha é conhecida por ter um efeito adstringente e acredita-se que seja em parte devido à sua eficácia no alívio da dor da enxaqueca.

 

4- Uso preventivo da maconha

No período imediatamente anterior a um ataque de enxaqueca, a liberação de serotonina aumenta.

Este processo não é necessariamente percebido pela pessoa em questão, mas existem alguns sinais muito visíveis cuja ocorrência pode sinalizar ao paciente que uma convulsão é iminente como a percepção de uma aura ou outros distúrbios visuais.

Portanto, a maconha não só pode aliviar os sintomas em pacientes que estão sofrendo um ataque de enxaqueca, mas se for tomada imediatamente após o início dos primeiros sintomas, pode até mesmo impedir completamente o início do ataque de enxaqueca.

Como já foi mencionado acima, são os desequilíbrios nos níveis de serotonina que influenciam no contexto dos ataques de enxaqueca.

E foi repetidamente demonstrado que existe uma relação entre a endocanabinoide e o sistema de transmissão de sinal da serotonina de modo a que a aplicação de canabinoides, pode conduzir a uma redução nos níveis de serotonina.

Se a libertação de serotonina sobe imediatamente antes de um ataque de enxaqueca, a administração de canabinoides pode inibir a este tempo, o aumento anormal nos níveis de serotonina e evitar os processos subsequentes desta maneira, que provocam um ataque de enxaqueca.

 

5- Maconha contra tremor essencial (ET)

Pacientes que sofrem de enxaqueca crônica também correm o risco de desenvolver um distúrbio do movimento comum conhecido como tremor essencial (ET).

O ET é um tremor incontrolável que ocorre tipicamente nas mãos e nos braços, ocasionalmente na cabeça ou nas cordas vocais, e muitas vezes piora quando se tenta usar a parte afetada do corpo, como escrever ou falar.

Por mais que não esteja lidando especificamente com a relação entre um tremor induzido por enxaqueca essencial e o uso de maconha, alguns depoimentos de pacientes com enxaqueca que subjetivamente experimentaram, após o uso de maconha certamente apresentou um alívio de seus sintomas de tremor no estudo.

Há uma abundância de pesquisa sobre a capacidade da maconha para aliviar os sintomas tremor em várias outras doenças, algumas das quais (como Parkinson) geram um tremor através de mecanismos biológicos similares, como eles também são ativos durante a enxaqueca.

Também nestas doenças, o sistema de distribuição de serotonina do sistema nervoso central parece desempenhar um papel fundamental na manifestação de sintomas de tremores, em mal de Parkinson e doenças relacionadas, bem como na enxaqueca crônica.

Em particular, os níveis baixos de serotonina parecem estar frequentemente associados ao tremor. Como indicado acima, a maconha pode inibir a liberação de serotonina das plaquetas nos casos de enxaqueca.

Outros estudos também têm demonstrado que a maconha pode induzir a síntese de serotonina, de modo que ela poderia desempenhar um papel no aumento dos níveis de serotonina aos níveis normais em pessoas que sofrem de uma falta de serotonina.

 

6- Maconha funciona contra a náusea

A náusea é um efeito colateral comum da enxaqueca, e também pode estar relacionada à diminuição dos níveis de serotonina imediatamente após um ataque de enxaqueca.

A maconha tem demonstrado ser eficaz no tratamento de várias doenças graves contra náuseas. Também reduz a náusea que ocorre como efeito colateral da quimioterapia.

Embora não existam estudos específicos sobre as possibilidades da maconha para controlar a náusea induzida por enxaqueca, existem inúmeros relatos de pacientes que se trataram com maconha e, portanto, experimentaram uma melhora subjetiva.

Existem algumas outras doenças em que o excesso de serotonina pode causar náuseas que podem ser controladas com maconha.

Um exemplo são os pacientes com câncer que se submetem à quimioterapia e sofrem de náusea devido aos altos níveis de serotonina, resultando em irritação do trato gastrointestinal.

ATUALIZADO: 18.05.18

No Comments

Leave a Reply